Súplica feita à Minha Igreja.

 

JESUS:

Minha filha, o que Eu te vou ditar é uma súplica. Peço-te que vás levar ao Santo Padre, o vosso Papa, aquilo que Eu já te dei, acompanhado deste último escrito.

 

É urgente que dês a conhecer

à minha Igreja a Divindade de minha Santa Mãe,

para que se realize a última fase do Plano de Deus.

É justamente a Salvação do Mundo

que vai estar nas mãos da Minha Igreja.

Ela deve reconhecer, em Minha Santa Mãe,

O seu Nascimento divino.

Quando a Bem-Aventurada Virgem Maria anuncia a Santa Bernadete: “Eu sou a Imaculada Conceição”, Ela está igualmente no Eu SOU desde toda a eternidade. Eu mesmo vos digo: O Mundo não terá a Paz enquanto a Igreja não reconhecer em MARIA Santíssima a sua divina Conceição.

Hoje, o Tempo está nas mãos da Minha Igreja, para restabelecer a Verdade de Deus: Ela mesma tem a responsabilidade do Meu Povo. Não entraveis o Plano de Deus.

 

MARIA é a Porta do Céu.

 

MARIA é a MÃE DA IGREJA.

Na Sua Bondade infinita, Nosso Pai escolheu MARIA para fazer entrar o Seu Filho Único no mundo dos homens. Hoje, Nosso Pai escolheu MARIA para fazer entrar toda esta Humanidade destroçada, todos os homens, nessa Nova Terra com Novos Céus: por MARIA, que é a Filha, a esposa, Mãe de Deus Único e Verdadeiro, MARIA é a Porta do Céu, mas ela Própria tem também a chave desta Porta. A Chave está n’Ela: MARIA é concebida do Espírito Santo, que fez Sua Morada nela. Se Deus, o Eterno, escolheu MARIA para que seus filhos renasçam para a sua pureza original, tais como eram antes de empreender a dura peregrinação da Terra, é porque Ela mesma pode reconduzir até a Sua última ovelha a Deus pela Sua pureza, pela Sua obediência e pela Sua Humildade.

O Reino de Deus está muito perto, mas Meu Pai quer que esta Humanidade volte a encontrar todos os talentos que recebeu no Céu. Uma só criatura os não perdeu nunca e os fez render, e em tão grande número como as estrelas do céu: esta Criatura chama-se MARIA.

Para que se realize o Plano de Deus, a primeira que deve renascer por MARIA é a Minha Igreja, que deve passar pela Minha Santa Mãe. Para isso, ela deve reconhecer integralmente a Sua Imaculada Conceição em Sua Divindade. Os membros da Minha Igreja aguardam a Purificação final que se realizará no próprio dia em que a Igreja reconhecer este Dogma em toda a sua integridade: MARIA é a Imaculada Conceição, concebida do Espírito Santo. Os homens e a Terra estão na expectativa da confirmação deste Dogma integral pela Santa Igreja de Jesus Cristo, para renascerem de novo nesta Nova Terra com Novos Céus.

A Terra e o Céu devem unir-se numa Oração ardente, para que venha imediatamente o Reino de Deus, tanto na Terra como no Céu e para que cessem todas estas calamidades, todas estas perturbações ou subversões na Terra de Deus e dos homens.

Rezai juntos pela Santa Igreja de Deus,

pelo seu Chefe espiritual na Terra, o Papa. (*)

 

(*) À época, Papa João Paulo II.

(Jesus a J.N.S.R., em Atos dos Apóstolos, 01.09.2003)