MOVIMENTO SACERDOTAL MARIANO – M.S.M.

(Mensagens de NOSSA SENHORA ao Pe. Stefano Gobbi, na Itália)

Parte 3

 

Nos textos anteriores faltou-nos apresentar o objetivo maior desta Obra, nascida no Imaculado Coração de MARIA e entregue a toda humanidade, visando a glória de DEUS e a salvação das almas: estamos falando do Cenáculo.
A seguir, transcreveremos na íntegra a instrução do M.S.M.:

Como fazer o Cenáculo.

NOSSA SENHORA pede que façamos os Cenáculos, pois, através do Ato de Consagração, feito no final, entramos dentro do seu Coração Imaculado, para lá nos prepararmos, em oração, para recebermos o ESPÍRITO de Amor, o ESPÍRITO SANTO. 

  1. Por isso, iniciar o Cenáculo sempre com a oração que NOSSA SENHORA nos ensinou em Sua mensagem de 07/06/1981, na Festa de Pentecostes: “Vinde, ESPÍRITO SANTO, vinde por meio da poderosa intercessão do Imaculado Coração de MARIA, vossa amadíssima Esposa.” (3x)
  2. Reza do terço, meditando os mistérios, diante de uma imagem de NOSSA SENHORA.  No final, rezar pelo Papa e suas intenções: um Pai Nosso, uma Ave Maria, e um Glória ao Pai, e uma Ave Maria pelo Padre Gobbi. Os cânticos são livres e podem ser intercalados durante o Cenáculo. Ex.: “A treze de maio; MARIA de Nazaré, etc.”
  3. Leitura de uma mensagem do Livro “Aos Sacerdotes, filhos prediletos de NOSSA SENHORA”. Segue-se um breve comentário sobre o texto lido.  Mas não faz parte do espírito dos Cenáculos passar o tempo a ouvir longos comentários. 
  4. Fraternidade: troca de experiências para que nos conheçamos, nos ajudemos mutuamente a irmos adiante e nos amarmos sempre mais.
  5. Ato de Consagração ao Coração Imaculado de MARIA (usar sempre a  consagração deste folheto). É o ato mais importante do Cenáculo, através do qual entramos dentro do Coração Imaculado de MARIA, para ali encontrar conforto, amor, luz, graça, paz, fé e a segurança do refúgio seguro que nos protege e defende de todos os perigos. Se, na conclusão do Cenáculo, ocorrer celebração da Santa Missa, o Ato de Consagração deve ser feito antes do ofertório.

 

ATO DE CONSAGRAÇÃO AO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA.
(Para os Sacerdotes que aderiram ao Movimento Sacerdotal Mariano.)

“Virgem de Fátima, / MÃE de Misericórdia, / Rainha do Céu e da Terra, / Refúgio dos pecadores, / nós, do Movimento Sacerdotal Mariano, / chamados a formar a legião dos vossos sacerdotes, / consagramo-nos hoje, / de modo especialíssimo, / ao vosso Coração Imaculado. /
Com este Ato de Consagração / pretendemos viver, convosco / e por meio de Vós, / todos os compromissos assumidos com a nossa consagração batismal e sacerdotal. / Comprometemo-nos, também, / a realizar, em nós, / a conversão interior / que nos liberte de todos os apegos humanos / a nós próprios, / à honra, / às comodidades, / e aos compromissos fáceis com o mundo, / para estarmos, como Vós, / inteiramente disponíveis para fazer sempre a vontade do SENHOR. /
E enquanto pretendemos confiar a Vós, / Mãe dulcíssima e misericordiosa, / o nosso sacerdócio, / a fim de dispordes dele / para os vossos desígnios de salvação, / nesta hora decisiva que pesa sobre o mundo, / comprometemo-nos a vivê-lo / segundo os vossos desejos / em particular, em um renovado espírito de oração e penitência, / na celebração fervorosa da Sagrada EUCARISTIA, / na Liturgia das Horas, / na reza diária do santo terço, / na oferta a vós da Santa Missa no primeiro sábado de cada mês / e num religioso e austero modo de vida, / que a todos dê bom exemplo. /
Prometemo-Vos, ainda / a máxima fidelidade ao Evangelho, / do qual seremos sempre / anunciadores íntegros e corajosos, / se necessário até o derramamento de sangue. / Prometemos fidelidade à Santa Igreja, / para cujo serviço fomos consagrados. /
Queremos, sobretudo, estar unidos ao Santo Padre / e à Hierarquia, / com a firme adesão às suas diretrizes / de modo a opormos uma barreira / à onda de contestação do Magistério, / que ameaça a Igreja até os fundamentos. /
Sob o vosso maternal amparo, / queremos tornar-nos apóstolos / da necessidade tão atual / de oração e amor ao Papa, / para quem suplicamos a vossa especial proteção. /
Prometemo-Vos, por último, / conduzir os fiéis confiados ao nosso cuidado, / a uma renovada devoção para convosco. /
Conscientes de que o ateísmo / fez naufragar na fé grande número de fiéis, / de que a dessacralização / entrou no Templo santo de DEUS, / não poupando nem sequer bom número de nossos irmãos Sacerdotes, / e de que o mal e o pecado / inundam cada vez mais o mundo, / ousamos levantar confiantes os nossos olhares para Vós, / MÃE de JESUS e MÃE nossa / misericordiosa e poderosa, / e ainda hoje, invocar / e esperar, de Vós, a salvação para todos os vossos filhos, / ó clemente, ó piedosa, ó doce sempre Virgem MARIA.”
(COM APROVAÇÃO ECLESIÁSTICA)

ATO DE CONSAGRAÇÃO AO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA.
(Para os Religiosos e Fiéis que aderiram ao Movimento Sacerdotal Mariano.)

Virgem de Fátima, / MÃE de Misericórdia, / Rainha do Céu e da Terra, / Refúgio dos pecadores, / nós, aderindo ao Movimento Mariano, / consagramo-nos de modo especialíssimo / ao Vosso Coração Imaculado. /
Com este ato de consagração / pretendemos viver, convosco / e por meio de Vós, / todos os compromissos assumidos na nossa consagração batismal. / Comprometemo-nos, igualmente, / a realizar em nós / a conversão interior / tão pedida no Evangelho, / a qual nos liberte de todo o apego a nós mesmos / e dos compromissos fáceis com o mundo, / para estarmos, como Vós, sempre e unicamente / dispostos a fazer a Vontade do PAI. /
E enquanto pretendemos confiar-vos a Vós, / Mãe dulcíssima e misericordiosa, / a nossa vida e vocação cristã / para que tudo disponhais / para os vossos desígnios de salvação / nesta hora decisiva que pesa sobre o mundo, / comprometemo-nos a vivê-la / segundo os vossos desejos / em particular, em um renovado espírito de oração e de penitência, / na participação fervorosa na celebração da Eucaristia, / no apostolado, / na reza diária do Santo Terço, / e num modo austero de vida, / conforme o Evangelho, / que a todos dê bom exemplo / de observância da Lei de DEUS / e do exercício das virtudes cristãs, / especialmente da pureza. /
Prometemo-Vos, ainda, / mantermo-nos unidos ao Santo Padre, / à Hierarquia e aos nossos Sacerdotes, / de modo a opormos uma barreira / à onda de contestação do Magistério, / que ameaça a Igreja até os fundamentos. Debaixo do Vosso amparo / queremos tornar-nos apóstolos / desta hoje tão necessária união de oração / e de amor ao Santo Padre, / para quem suplicamos a Vossa especial proteção. /
Prometemo-Vos, por último, / levar, quanto nos for possível, / as pessoas com as quais entrarmos em contato / a renovar a sua devoção para convosco. /
Conscientes de que o ateísmo / fez naufragar na fé grande número de fiéis, / de que a dessacralização entrou no templo Santo de DEUS, / de que o mal e o pecado inundam cada vez mais o mundo, / ousamos levantar confiantes os nossos olhares para Vós, / MÃE de Jesus e MÃE nossa, / misericordiosa e poderosa, e ainda hoje invocar, / e esperar de Vós, / a salvação para todos os vossos filhos, / ó clemente, ó piedosa, ó doce sempre Virgem MARIA.”

(COM APROVAÇÃO ECLESIÁSTICA)

 

Lembre-se: além do Cenáculo em família, você pode também, por exemplo, no primeiro sábado de cada mês, realizá-lo com seus vizinhos, com seu grupo de oração na sua paróquia, ou em uma Capela do bairro. Tenha absoluta certeza, disponha-se a essa santa missão, que NOSSA SENHORA e seu santo Anjo da guarda irão conduzi-lo(a), e grande será a efusão de graças que todos receberão!
Encerraremos este texto com as seguintes Mensagens de nossa MÃE Celeste: 

 

O TRIUNFO DO MEU CORAÇÃO IMACULADO.

“Esta manhã, filho, vieste com a tua mãe ao Meu Santuário, diante da imagem de NOSSA SENHORA das Lágrimas, que tu sempre amaste e veneraste, desde pequenino, para celebrar a Santa MISSA, celebrando o nono aniversário da tua Ordenação sacerdotal.
Foi um presente que te quis dar: voltar neste dia com a tua mãe aqui, diante de Mim, que sempre te olhei com olhos de predileção, que te escolhi desde quando eras criança, que sempre te conduzi pela mão.
Nunca, jamais te abandonei, mesmo quando o Meu adversário se desencadeou contra ti e te arrancou de Mim, sentindo-se já seguro de ter vencido para sempre.
Por isso tiveste, então, muito que sofrer; tiveste de caminhar muitas vezes na escuridão e no abandono quase à beira do desespero, pensando que EU não ouvia o teu choro e os teus gritos de socorro. Mas tudo faz parte de um grande desígnio Meu.
Parece-te agora entrever qualquer coisa e o teu coração é inundado pela alegria. Mas o mais belo, o mais importante, filho, ainda está para acontecer. EU te escolhi e te preparei para o Triunfo do Meu Coração Imaculado no mundo e estes são os anos em que levarei o Meu desígnio ao seu cumprimento.
Será de admiração para os próprios Anjos de DEUS; será de alegria para os Santos do Céu; de consolação e grande conforto para todos os bons da terra; de misericórdia e salvação para o grande número dos meus filhos perdidos; de condenação severa e definitiva para satanás e os seus numerosos seguidores.         
Na hora em que satanás se sentar como senhor do mundo e se sentir seguro vencedor, EU mesma lhe arrancarei a presa das mãos. Encontrar-se-á, como por encanto, de mãos vazias e, no fim, a vitória será apenas do Meu FILHO e Minha. Este será o Triunfo do Meu Coração Imaculado no mundo.
Se todos os Sacerdotes do Meu Movimento soubessem com que cuidado foram escolhidos, trabalhados e modelados por MIM para os preparar para esta grande missão!
Tudo na sua vida – mesmo o pormenor mais insignificante – tem um preciso e profundo significado. Por isso, que cada um se habitue a ler Comigo no maravilhoso livro da sua existência.
Dar-lhes-ei o dom da sabedoria do coração e compreenderão Comigo o porquê de cada acontecimento da sua vida; o porquê de muitas incompreensões, o porquê dos seus sofrimentos, o porquê dos seus abandonos, até o porquê das suas quedas.
Oh! Quantos momentos de escuridão e de agonia tiveram de experimentar na sua vida estes Meus filhos prediletos! Mas foram para eles momentos necessários e fecundos, para que EU pudesse tomar mais posse deles; para que EU os desapegasse de tudo: do seu modo de ver, de sentir, dos fáceis apegos às coisas, aos resultados, ao bem, ao êxito; para que aprendessem a ser Meus, a viver só para MIM, pondo em prática os Meus desejos.
Quis que tivessem como que a impressão de não prestarem para nada, de serem tidos como pouca coisa. Dei-lhes o grande dom da humildade de coração, da infância espiritual, para que se pudessem sentir só Meus e perdessem assim o apoio e a confiança em tudo o que não fosse EU mesma.
Mas será com estes Meus pobres filhos, ridicularizados e espezinhados que realizarei o Meu grande desígnio.
Por isso, que cada um se entregue totalmente e a cada momento a MIM; EU lhes falarei e lhes direi os Meus desejos.
Não tenhais medo das dificuldades, nem das incompreensões que encontrardes no vosso caminho. EU estarei sempre convosco e vós, não obstante tudo, estareis sempre na alegria.    
Para vencer a batalha que se aproxima, quero vos dar uma arma: a oração.
Esquecei todo o resto e habituai-vos a usar só esta arma. Chegaram os tempos decisivos e já não há tempo para certas coisas vãs e supérfluas.
Já não é tempo para discussões inúteis, nem para conversas vazias ou projetos: este é só tempo de oração.
Sacerdotes do Meu Movimento, oferecei-vos a Mim, para que EU mesma possa rezar e interceder sempre, em vós e convosco, junto do Meu FILHO pela salvação do mundo.
Preciso de vós e da vossa oração para realizar o grande desígnio do Triunfo do Meu Coração Imaculado no mundo.”

     (19 de dezembro de 1973)

 

A CARÍCIA DA MÃE.

“Como te amo, filho, e que amor de predileção tenho por ti! Deves habituar-te a compreend~e-lo através de muitas coisas pequeninas, de muitas circunstânicas quase inadvertidas.
Como hoje, por exemplo: o esplêndido e luminoso dia que te dei, o azul do céu, tão límpido, o brilho luminoso da neve acariciada pelo sol. A cor do Meu Manto de céu, sob o qual sempre te guardo; a cor branca da Minha veste puríssima, com a qual te quero cobrir.
Estas coisas simples são como a carícia da MÃE para ti... Entrega-te cada vez mais a MIM. Não vês que agora o teu viver Sou apenas EU?
Agora reza pelos teus irmãos: os Sacerdotes do Meu Movimento. Hoje, tudo o que pedirdes por eles, EU mesma te concederei.
Reza. Aproveita este pe´riodo de repouso para entrar mais no Meu Coração. Transforma cada momento do teu dia num diálogo Comigo. EU quero ouvir a tua voz, filho. Transforma tudo em oração.”

 (26 de dezembro de 1973 – Festa de S. Estevão)

A MINHA IGREJA SERÁ RENOVADA.

“Deves ser, filho, o consolador do Meu Coração Imaculado.
Por isso, deves viver cada momento desapegado de ti mesmo, indiferente a qualquer teu problema pessoal.
Se Me amas, se és todo Meu, se és o Meu consolador, como podes ter ainda problemas pessoais? Como podes querer ou desejar ainda qualquer coisa?
Dei-te as dimensões do Meu Coração e as Minhas coisas devem ser as tuas, os Meus desejos devem ser os teus desejos, as Minhas preocupações, os Meus sofrimentos devem ser também os teus.
Agora, só serás feliz se permaneceres sempre e em cada momento noMeu Coração Imaculado.
Quantos filhos afligem o meu Coração: as almas que se afastam do Meu Filho, mesmo entre os fiéis, cada dia aumentam mais. As que, até ontem, eram almas boas e generosas, tornam-se arrastadas pela confusão geral, almas receosas, inseguras, quase paralisadas.
Os espinhos mais dolorosos Me são cravados pelos filhos mais amados e prediletos: pelos Meus Sacerdotes.
Junto com aqueles que, cada dia, como Judas, atraiçoam o Meu FILHO JESUSe a Sua Igreja, quantos são hoje os vacilantes, os que duvidam, os que são infiéis! Celebram a Santa MISSA, administram os Sacramentos e já não crêem mais...
Os seus sacrilégios já atingiram o limite que não pode ser ultrapassado sem que seja vilipendiada a própria Justiça de DEUS.
Oh! Se estes Meus filhos infiéis soubessem as horríveis provas que os esperam, talvez se arrependessem!... Mas ao contrário, vão inconscientes ao encontro do seu grande castigo e, no momento decisivo, encontrar-se-ão despreparados.
Compreendes, então, filho, como EU mesma atuo em favor das almas fiéis dos Meus Sacerdotes?
Chama-los-ei e eles responder-Me-ão; cobri-los-ei com o Meu Manto Imaculado e serão invencíveis. JESUS infundirá neles o ESPÍRITO que encheu a Minha Alma, e serão transformados.
Dar-lhes-ei, como só a MÃE sabe fazer, o Meu FILHO JESUS e só a ELE ouvirão, só a ELE amarão, só a ELE anunciarão fielmente, segundo o Evangelho. E a Minha Igreja será por eles inteiramente renovada.
Perguntas-Me: que devo fazer para difundir o Movimento Sacerdotal em todo o mundo?
Tu permanece só em MIM, sempre, a cada momento, em oração. Serei EU mesma a fazer tudo, ó filho, porque esta é a Minha hora.
Peço-te apenas que creias, que rezes, que sofras, que te deixes conduzir por MIM pela mão e em breve verás as Minhas maravilhas. Já deste ano que está para acabar, podes aprender muitas coisas.
Comigo, não te enganarás a ler os verdadeiros sinais dos tempos, destes tempos tão atribulados, mas por MIM tão abençoados.”

 (28 de dezembro de 1973 – Festa dos Santos Inocentes)

 

 

Centro de Distribuição do Livro:

Brasil: Fone: (011) 3847-4703 / 3847-4709
Fax: (011) 3847-4780 com Otávio Piva de Albuquerque

Portugal:   +351 (068) 61-1303 c/Pe. Giovanne del Ponte

 

 

“Imaculado Coração de MARIA, sede nossa salvação!”